sábado, 25 de setembro de 2010

distância


Não estás mais aqui, não te vejo mais, não te ouço mais, não te sinto mais mas, de certa maneira, fazes-me falta.. Uma falta que eu não sei explicar, porque agora é mesmo verdade, agora é mesmo o que eu sempre quis... Estás longe , longe de mim, longe do meu coração e, ele agora está tristemente bem. Não tem dor, nem mágoa, apenas recordações que vão e vêm consoante o vento que as leva e as traz de novo.
Aguardo nos meus sonhos reencontrar-te outra vez, sejas quem fores, sejas quem tiveres de ser [...]

5 comentários: