quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Nem sempre as coisas correm mal

Hoje agarraste a minha mão de uma maneira delicada, disseste-me boa sorte espero que tenhas um 20 e beijaste-me a face.. Que bom, sentir mais uma vez a textura dos teus lábios em mim. Fui buscar o teste, tive 18 cheguei junto de ti e abracei-te. "Calma miuda" disseste tu, eu nem te ouvi.. Queria apenas continuar abraçada a ti. Finalmente pendurei-me no teu pescoço e disse "estou feliz", sorriste-me e eu larguei-te.
Que bem que me estava a sentir.

2 comentários: